Curso de Boas Práticas Laboratoriais

  • Data:: 06/06/2022
  • Horário: das 08h30min as 17h30min
  • Carga Horária: 12 Horas.
  • Local: CURSO PRESENCIAL: Macro Office Centro de Negócios e Eventos R. Piauí, 183/193 Santa Maria Goretti, Porto Alegre - RS, 91030-320 - https://www.macrooffice.com.br/home/




Objetivo

Revisar as práticas para execução correta de várias operações laboratoriais e a importância de usar métodos analíticos confiáveis. Recapitular o uso de normas técnicas nacionais e internacionais aplicadas a laboratórios, instrumentalizando os profissionais interessados com normas e procedimentos técnicos atuais relacionados às boas práticas laboratoriais. Motivar os profissionais para implementação de Sistemas da Qualidade, para que ofereçam serviços de qualidade e busquem a melhoria contínua desses serviços.

Público-Alvo:

Gerentes de Laboratórios, Gerentes da Qualidade, Supervisores, Pesquisadores e Técnicos comprometidos com a implementação e manutenção de Sistemas da Qualidade em Laboratórios.

Pré-Requisitos:

Conhecimentos na área de laboratório.

Referências:

ASTM E542-00 (Padrão para calibração de equipamentos volumétricos laboratoriais); NBR 13073:2003 (Limpeza de vidraria para uso em ensaios de produtos agrotóxicos e afins); ASTM D1193-06:2011 (Especificação padrão para Água Reagente); ISO 17025:2005 (Requisitos gerais para a competência de laboratórios de ensaio e calibração); ISO 3696:1987 (Água para uso laboratorial); NIT-DICLA-035:2011 (Princípios das BPL); NIT-DICLA-038:2011 (Aplicação dos princípios BPL aos sistemas informatizados); NIT-DICLA-040:2011 (Fornecedores e BPL); NIT-DICLA-053:2011 (Regulamento do reconhecimento da conformidade aos princípios das BPL); NIT-DICLA-044:2011 (Guia para as auditorias de monitoramento de BPL); Antônio R. C. Rebelo (Auditoria da Qualidade ? 1994); Valter T. Motta, José Abol Corrêa, Leonardo R. Motta (Gestão da Qualidade no Laboratório Clínico ? 2001); BPLC ? Boas Práticas de Laboratórios Clínicos (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial ? INMETRO ? 1997); Sociedade Americana para o Controle da Qualidade (Garantia de Qualidade para Indústrias Químicas e de Processos ? 1992); Willa Y. Garner, Maureen S. Barge, James P. (Boas Práticas de Laboratório ? 1996).

Conteúdo Programático:

1. Sistemas da Qualidade aplicados a Laboratórios: Principais Sistemas da Qualidade e suas aplicações; Importância das boas práticas laboratoriais na implementação dos Sistemas da Qualidade aplicados a Laboratórios. 2. O Laboratório de Controle de Qualidade: importância e relacionamento com outros departamentos da empresa. 3. O estabelecimento de parâmetros e especificações: Para atender a legislação; Para atender o mercado; Para controle de processo. 4. Boas práticas laboratoriais: 4.1. Água utilizada em laboratório: Processos de purificação; Especificações; Referências bibliográficas. 4.2. Vidrarias: Tipos A e B; Limpeza, secagem e calibração de vidrarias; Utilização correta de: vidrarias volumétricas, vidrarias graduadas, vidrarias de apoio, dessecadores, etc; Referências bibliográficas. 4.3. Operações de laboratório ? utilização correta e cuidados: Procedimentos de pesagem, cuidados e calibração de balanças; Secagens e calcinações, cuidados com estufas, fornos e muflas; Procedimentos de separação (decantação; filtração, centrifugação, etc); Transferências de líquidos; Preparação de soluções; Tópico sobre práticas corretas em análises específicas de interesse da empresa (Ex.: ensaios de titulometria, gravimetria, espectrofotometria, cromatografia, etc) 5. Técnicas de amostragem: Amostragem de sólidos, líquidos e gases; Referências bibliográficas. 6. Métodos analíticos: Principais fontes de métodos confiáveis; Normas técnicas: o que são, como usar, onde e como obter; Validação de métodos analíticos, referências bibliográficas; Verificação da capacidade de realização. 7. Capacidade do laboratório: Considerações sobre as instalações; Aquisição de equipamentos; Calibrações; Subcontratação de análises; 8. Segurança em laboratório: Nº CAS: o que é, como usar; FISPQ e Fichas de Emergência: o que são, como usar; Utilização de equipamentos de proteção individual e coletiva (EPI e EPC); Recomendações de postura em laboratório; Uso adequado de eletricidade e de chama; Controle de incêndios, vazamentos e derrames de substâncias químicas; Manuseio e armazenamento de substâncias químicas: incompatibilidade entre produtos Descarte de resíduos.





Inscrever-se

550,00

Associados

675,00

Não associados